Perguntas e respostas

Está com dúvidas sobre a troca dos cartões Vale-Transporte? Nós vamos te ajudar.

Funcionário

1. Quando começam as trocas do Vale-Transporte?
A partir do dia 06/01, em diversos pontos de troca. Calma, não precisa sair correndo agora: as trocas vão até maio! Mas não vá deixar pra última hora, hem!

2. Como saber se meu cartão é um Vale-Transporte?
Todos os cartões Vale-Transporte trazem escrito, no rodapé da parte da frente, “Vale-Transporte”. Você também pode digitar o número do seu cartão na área “Consulta”, na home do site riocardmais.com.br, para saber se ele já está apto para troca.

3. Como será feita a troca dos cartões Vale-Transporte?
O processo será igual ao do cartão Expresso. Basta que o portador do cartão vá ao ponto de troca mais próximo e solicite a troca.
Todas as informações de saldo, extrato, benefícios e dados cadastrais são migrados no ato da troca para o novo Vale-Transporte Riocard Mais.

4. Preciso levar algum documento para realizar a troca do meu Vale-Transporte?
Não é necessária a apresentação de nenhum documento.

5. Posso realizar a troca para outra pessoa?
Não. A troca deverá ser feita pelo próprio usuário, apenas um cartão por pessoa.

6. O que fazer se meu cartão não está associado a nenhum comprador?
Antes de realizar a troca, você pode criar um cadastro para você no site cartaoriocardmais.com.br/paraempresas e associar o cartão. Assim, você garante também a recuperação do seu saldo em caso de perda ou roubo do cartão.

7.Posso fazer a troca de um cartão que não esteja associado?
Sim. A desassociação de um cartão não influencia no processo de troca.

8. Preciso utilizar o saldo até o final antes de trocar meu cartão?
Não. Se seu cartão ainda tiver saldo, ele será migrado no ato da troca para o novo Riocard Mais.

9. Preciso comunicar à empresa que troquei meu cartão?
Não. Ao realizar a migração, todos os dados do antigo cartão são migrados automaticamente no sistema.

10. A troca é obrigatória?
Sim. Em breve os cartões antigos deixarão de ser aceitos nos meios de transporte.

11. O que acontece com minhas informações de saldo, integração e cadastro?
Fique tranquilo, todas as informações referentes ao antigo cartão são migradas no ato da troca para o novo Riocard Mais.

12. O que acontece com minhas recargas pendentes?
Fique tranquilo, todas as informações referentes ao antigo cartão são migradas no ato da troca para o novo Riocard Mais.

13. Meu cartão antes tinha meu nome no verso e agora não tem mais. Por quê?
Fique tranquilo. Apesar do nome não estar mais gravado no cartão, todas as informações referentes ao antigo cartão são migradas no ato da troca para o novo Riocard Mais.

14. Se eu trocar meu cartão no meio de uma integração, isso interfere?
Sim. Se a troca for realizada no intervalo entre um transporte e outro, a integração tarifária não será realizada no segundo transporte.

15. Já tenho um Riocard Mais Vale-Transporte. Preciso trocá-lo agora?
Não. Se você já possui um cartão Riocard Mais, não precisa fazer nada, apenas aproveitar todas as vantagens que ele traz pra você!

 

Empregador | RH

1. No caso dos cartões associados a uma empresa, o empregador precisa realizar algum procedimento?
Não. A troca será feita diretamente nos pontos de troca com o portador. Ao realizar a migração, todos os dados do antigo cartão são transferidos automaticamente para o novo cartão e também no sistema.

2. Como o empregador pode ver a migração de um cartão no sistema?
Ao acessar o site cartaoriocardmais.com.br e efetuar o login com as informações do comprador, basta pesquisar o usuário e lá estará disponível o histórico da troca.

3. Como o empregador pode identificar a migração de um cartão personalizado empresa ou ao portador?
Ao realizar a troca, é emitido um recibo. Neste recibo consta o CNPJ e a razão social do comprador, os dados do cartão novo e os dados do cartão antigo.

4. Preciso liberar meus funcionários para realizarem a troca do VT?
Não é necessário pois as equipes estarão disponíveis dentro dos meios de transporte no
trajeto casa-trabalho-casa.